notícias da pastoral

Não Só Salesianos para os Jovens, mas Salesianos Jovens Pastoral
Como ser e tornar-se cada vez mais o rosto de Dom Bosco ao lado dos milhões de jovens que imploram com clamor essa imediação?

Jovens Salesianos e Acompanhamento - Orientações e Diretrizes”. A primeira “semente” de reflexão que cinco Salesianos jovens lançam a seus colegas e a todos os coirmãos salesianos no vídeo de três minutos, em cinco línguas diferentes para o mês de setembro, deseja que se abram os olhos para esta consciência: há um número grande de Salesianos jovens; é um carisma, um presente, um desafio: como ser e tornar-se cada vez mais o rosto de Dom Bosco ao lado dos milhões de jovens que imploram com clamor essa imediação? O Capítulo Geral 28 (CG28) estimulou a fazer com que os jovens sejam verdadeiros protagonistas, não só beneficiários: isto vale antes de tudo para aqueles milhares de jovens que estão na iminência de se tornarem Salesianos.

 

Quando se juntaram as respostas ao questionário (do qual participaram 86% dos jovens na formação inicial), o dado que logo saltou aos olhos com força foi o numérico, dado realmente consistente relativo à idade e à distribuição de salesianos, em sua grande maioria abaixo dos 30 anos de idade. A salesiana é uma Congregação religiosa com grande número de religiosos jovens: a mais capilarmente difundida nos cinco continentes.

 

É verdade que não se trata de uma distribuição homogênea como idade, e tal se colhe imediatamente comparando a porcentagem de salesianos com votos temporários com o total em duas regiões geograficamente próximas, mas “anagraficamente” diversas:

Na Mediterrânea, a percentualidade de SDB com votos temporários é de 4.17%; na África-Madagascar, de 37.35 % (31 de dezembro de 2018).

 

Estas diferenças entre Regiões e Inspetorias, todavia, não diminuem a consistência numérica dos Coirmãos jovens como Congregação no conjunto; oferecem antes, indicações claras sobre o novo semblante dos salesianos que está por se delinear. 72,48% dos noviços em 31 de dezembro de 2019 está na África, Ásia Sul, Ásia Leste e Oceania. Ao questionário do 2017 sobre o acompanhamento, responderam 93% dos pós-noviços. Deste grupo de salesianos jovens, 59,4% falam inglês. Não é necessário ser profeta para colher sinais de futuro que dão esperança e ao mesmo tempo interpelam intensamente sobretudo para o investimento formativo no que se é chamado como Congregação.

 

No final do vídeo, John Paul, Anselmo, Marc-Auguste, Chema e Tomaso lançam três perguntas para estimular à reflexão e à partilha comunitária. 

 

Como cultivamos o SENTIDO DE PERTENÇA à Igreja e à nossa Congregação Salesiana?

Estamos abertos aos grandes HORIZONTES que nos abrem à frente a Igreja e a Congregação?

Como vivemos a INTERNACIONALIDADE e a INTERCULTURALIDADE? São-nos percebidas como problema ou um precioso recurso?

Como funciona o DIÁLOGO ENTRE GERAÇÕES dentro da nossa comunidade formadora?

 

Conheça o vídeo clicando aqui.

Conheça ainda o espaço em GoogleDoc para partilha transversal de opiniões entre regiões e línguas (documento em língua inglesa). Clique aqui.

 

Fonte: ANS