notícias da pastoral

A Preparação para o Voluntariado Missionário Geral
Deborah Brito, 23 anos, jovem da Inspetoria do Nordeste, dá depoimento sobre sua preparação e expectativas para Voluntariado Missionário na Angola

A jovem Deborah Brito, de 23 anos, integrante da Inspetoria São Luiz Gonzaga, está se preparando para dedicar um ano inteiro de sua vida ao voluntariado missionário salesiano na Angola, continente africano. Por inspiração da campanha missionária 2020: “Minha vida é missão. Eis-me aqui!”, no momento, Deborah está sendo acompanhada pelo inspetor da Inspetoria do Nordeste, Pe. Nivaldo Pessinatti (SDB), durante todo o processo de formação para o voluntariado. Os passos para o envio estão sendo dados em entendimento com o Inspetor de Angola, Pe. Martin Lasarte (SDB) e o conselheiro geral das missões.

 

Nas palavras da própria Deborah, conheça um pouco sobre sua preparação e expectativas:

 

“Chamo-me Deborah Brito, tenho 23 anos e sou professora de Educação Física, formada pela Faculdade Salesiana e Universidade Salgado de Oliveira. Atualmente, trabalho na central de relacionamento da AMA (Associação Maria Auxiliadora) e sou cantora na Banda do Pe. João Carlos (SDB). Filha de Erasmo Santos e Neves Brito, tenho 3 irmãos e moro em Recife (PE).

 

Cresci na Igreja Católica e meu chamado missionário se iniciou muito cedo. Aos 15 anos, senti muito forte no meu coração o desejo de servir na comunidade Obra de Maria, na qual eu fui missionária externa durante cinco anos. Hoje, não faço parte como membro, mas acredito que tudo tem um propósito. Amadureci muito na fé, aprendi a ser comunidade e entendi que o servir é o que me dá sentido à vida.

 

Em 2018, viajei com o Pe. João Carlos para realização de um show em Angola e foi quando Deus colocou no meu coração, de uma forma linda e extraordinária, diante de um momento de deserto, aquilo que Ele queria de mim. Desde então, cresceu dentro do meu coração o desejo e a inquietação de doar alguns anos da minha vida para o voluntariado. Inicialmente, eu não fazia ideia de como iria acontecer, mas eu acreditei e acredito até hoje que Deus está preparando todo o terreno para o meu plantio.

 

Venho conversando e preparando os meus pais e minha vida para essa missão que Deus tem para mim na África. Os meus pais estão de acordo – minha mãe com um pouco de receio, como qualquer outra – mas, confiante no melhor que Deus tem para mim.

 

Minhas expectativas para esse voluntariado são apenas dar o meu melhor e doar aquilo que Deus me pedir: disposição, coragem, doar os meus dons e conhecimentos e me esforçar para ouvir e conhecer de modo mais profundo, nessa missão, a realidade e podê-la transformar segundo a vontade de Deus. Afinal, como nosso Santo Papa Francisco bem nos disse, a missão é algo que não se pode arrancar do coração.”

 

O envio missionário de Deborah Brito está marcado para o dia 30 de janeiro, no final da Missa das Ordenações Diaconais, às 9 da manhã, na Basílica do Sagrado Coração, em Recife (PE). Na oportunidade, também serão enviados em missão os dois salesianos que se destinam à presença missionária do Piauí.

 

Fonte: Inspetoria São Luiz Gonzaga