notícias da pastoral

A Portadora de todas as graças Geral
Conheça a história e a oração de Nossa Senhora das Graças

Quando Maria disse o seu “sim” a Deus, diante do Anjo Gabriel, ela passou a ser portadora da maior de todas as graças que a humanidade poderia receber: o próprio Filho de Deus. Gerando Jesus para o mundo, Maria proporcionou que todas a graças chegassem até nós.

 

O título Nossa Senhora das Graças

 

Desde o início da Igreja, Maria sempre foi vista como “portadora das graças”. Porém, o título “Nossa Senhor das Graças” surgiu num determinado tempo da história e num local específico. Estamos falando das 17 horas e 30 minutos do dia 27 de novembro de 1830, na Rua Du Bac, 140, em Paris, França. Neste local e data especificados, Catarina Labouré, então noviça da Congregação de São Vicente de Paulo, foi até à capela impelida para rezar. Estando em oração, teve uma visão da Virgem Maria, que se revelou a ela como Nossa Senhora das Graças.

 

A aparição

 

E tal revelação não aconteceu somente por palavras. Nossa Senhora deu a Catarina Labouré uma visão reveladora. Vejamos o relato da própria Catarina que, depois, se tornou santa: "...uma Senhora de mediana estatura, de rosto muito belo e formoso... Estava de pé, com um vestido de seda, cor de branco-aurora. Cobria-lhe a cabeça um véu azul, que descia até os pés... As mãos estenderam-se para a terra, enchendo-se de anéis cobertos de pedras preciosas. A Santíssima Virgem disse-me: ‘Eis o símbolo das Graças que derramo sobre todas as pessoas que mas pedem ...’ Formou-se então, em volta de Nossa Senhora, um quadro oval, em que se liam, em letras de ouro, estas palavras: ‘Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós, que recorremos a Vós’. Depois disso o quadro que eu via virou-se, e eu vi no seu reverso: a letra M, tendo uma cruz na parte de cima, com um traço na base. Por baixo: os Sagrados Corações de Jesus e de Maria. O de Jesus, cercado por uma coroa de espinhos e a arder em chamas, e o de Maria também em chamas e atravessado por uma espada, cercado de doze estrelas. Ao mesmo tempo, ouvi distintamente a voz da Senhora, a dizer-me: ‘Manda, manda cunhar uma medalha por este modelo. As pessoas que a trouxeram, com devoção, hão de receber muitas graças”.

 

Oração a Nossa Senhora das Graças

 

Ó Imaculada Virgem Mãe de Deus e nossa Mãe,

ao contemplar-vos de braços abertos derramando graças sobre os que vo-las pedem,

cheios de confiança na vossa poderosa intercessão,

inúmeras vezes manifestada pela Medalha Milagrosa,

embora reconhecendo a nossa indignidade por causa de nossas inúmeras culpas,

acercamo-nos de vossos pés para vos expor, durante esta oração,

as nossas mais prementes necessidades

(momento de silêncio e de pedir a graça desejada).

 

Concedei, pois, ó Virgem da Medalha Milagrosa, este favor que confiantes vos solicitamos,

para maior Glória de Deus, engrandecimento do vosso nome, e o bem de nossas almas.

E para melhor servirmos ao vosso Divino Filho,

inspirai-nos profundo ódio ao pecado e dai-nos coragem de nos afirmar

sempre como verdadeiros cristãos. “

Rezar 3 Ave Marias.

 

Fonte: Cruz Terra Santa