notícias da pastoral

“Caminhar como os discípulos de Emaús” Nossos Eventos
“Caminhar como os discípulos de Emaús”

“O projeto ‘Rota Juvenil Salesiana’ se dirige aos jovens como se fosse um convite do Santo Padre o Papa Francisco, que chama os cristãos a cuidar da natureza e das populações que a habitam”: assim o Pe. Wagner Luís Galvão, SDB, Delegado para a Pastoral Juvenil (PJ) da Inspetoria Salesiana do Brasil-Campo Grande (BCG), apresenta o sentido desse dinâmico programa salesiano, dirigido aos Jovens e aos Membros da Família Salesiana (FS) que desejam viver uma experiência de fé e alegria, através do contato com a natureza e com os povos indígenas ‘Xavante’ e ‘Bororo’.

 

A Missão Salesiana do Mato Grosso (que é a mesma Inspetoria BCG), colheu, através da PJ Salesiana, inscrições de grupos interessados em percorrer a “Rota Juvenil Salesiana”. Os interessados puderam escolher dentre quatro diferentes roteiros, que refazem o caminho dos primeiros missionários salesianos chegados ao Mato Grosso há 124 anos e que, com suor e sangue, colaboraram na construção de um vasto movimento em benefício da juventude ali existente. Entre esses, se relembram especialmente os Salesianos Pe. José Thannuber, Pe. João Fuchs, Pe. Pedro Sacilotti e Pe. Rudolf Lunkenbein com o indígena Simão Bororo.

 

Dessa primeira experiência, participam 20 jovens procedentes de diversos Cursos dos Centros Universitários Salesianos (de Araçatuba e de Lins). Eles viajaram juntos, domingo (1), e assumiram essa “Rota Juvenil Salesiana” que os porá em contato, até o domingo (8), com os Bororo, em Merúri, e com os Xavante, em São Marcos.

 

Durante esse período o grupo desenvolve atividades e iniciativas de voluntariado, também com a oportunidade de viver momentos de conhecimento e troca de experiências. “Além do aprofundamento cultural, a experiência permitirá aos alunos colher uma visão inculturada nas novas realidades” – explicou o Pe. Waldomiro Bronakowski, SDB.

 

A participação no projeto implicou para os jovens submeter-se a um processo seletivo, desenvolvido em duas fases: a resposta a um questionário pessoal e entrevistas, também individuais e motivacionais.

 

Muito interessante é o modo como o Pe. Galvão apresenta o objetivo da “Rota Juvenil Salesiana”, isto é: participar da rota caminhando como irmãos e irmãs, discípulos e missionários na Igreja: “Caminhar como os discípulos de Emaús, que partilharam os desafios e as esperanças da nossa vida e da nossa realidade” – manifestou.

 

Fonte: InfoANS