notícias da pastoral

“Meditação salesiana” fonte perene de energia para o renovamento espiritual Pastoral
“Meditação salesiana”

À distância de algumas semanas do seminário de estudo sobre a “Meditação Salesiana” (Roma - São Calisto, 10-12 de maio de 2018) promovido pelo Dicastério da Formação, volta-se a reexaminar o sentido desse encontro e os passos a serem dados para redescobrir e viver um elemento da espiritualidade salesiana que Dom Bosco e os seus sucessores sempre indicaram como fundamental.

 

Durante o seminário, Pe. Ivo Coelho, Conselheiro Geral para Formação, a Equipe do seu Dicastério e outros cinco Coirmãos especialistas no tema, detiveram-se primeiramente a ver a experiência individual de meditação cotidiana e, em seguida, a examinar essa experiência pessoal à luz da tradição salesiana. No encerramento do seminário, Pe. Coelho coligiu os elementos salientes de tal intensa reflexão.

 

Entre os pontos propostos:

 

–     foi surpreendente ver o quanto Dom Bosco e a primeira geração de salesianos insistiram na meditação: bastaria ver os acréscimos que Dom Bosco fez inserir na edição italiana das Constituições, a atenção dada pelo Pe. Barbéris ao ensinar aos noviços a razão e o modo de meditar e a insistência sobre a meditação do Pe. Filipe Rinaldi (III Sucessor de Dom Bosco);

 

–     se se estiver convencido da importância que tem a meditação na própria vida, estar-se-á certamente mais inclinado a ser fiel à mesma meditação e a aprender a fazê-la melhor. A perseverança é da máxima importância: é uma palavra que está com frequência nos lábios de Jesus e no Novo Testamento. É preciso aprender a rezar rezando; e é importante “estar ali”, dia após dia, para a meditação;

 

–     uma boa meditação ressoa no decurso do dia, superando gradualmente o “proceder paralelo” das atividades cotidianas, conduzindo, vice-versa, à unificação das práticas de piedade, da vida sacramental, do trabalho… Os frutos da meditação se veem na transformação da vida;

 

–     atualmente muitos têm pouca ou nenhuma iniciação à meditação; e isso está a pedir um reforço na dimensão pedagógica da formação;

 

–     está em preparação um e-book com o material do seminário. Outras iniciativas serão lançadas durante os encontros das comissões regionais de formação.

 

Ao envio da Carta do Pe. I. Coelho seguiu-se uma surpreendente resposta de muitos salesianos, de todas as regiões, encorajando a continuar a caminhada de aprofundamento.

 

Há um real interesse pela oração – especialmente por esse tão salesiano modo de rezar juntos, unidos pelo silêncio da escuta – provavelmente muito mais intenso e difundido de quanto se possa imaginar...

 

Fonte: Site InfoANS