notícias da pastoral

Estreia 2018 – “Cultivemos a Arte de Escutar e Acompanhar” Pastoral
"Senhor, dá-me dessa água"

A Estreia é um presente, de tradição anual, dado à família salesiana com a intenção de fortalecer e unificar o olhar acolhedor da rede dentro de suas diversas iniciativas. Desde seu início, com Dom Bosco, e continuada até hoje por seus sucessores, a Estreia é apresentada no final de cada ano para as irmãs Filhas de Maria Auxiliadora e, em seguida, ela é aberta a todos, sempre abordando um tema de grande relevância para a melhoria das relações humanas em sociedade e propagação do carisma salesiano.

 

Apresentada pelo Reitor-Mor e X Sucessor de Dom Bosco, Pe. Ángel Fernández Artime, a Estreia 2018 traz uma belíssima e necessária proposta: “Cultivemos a Arte de Escutar e Acompanhar.” Tal proposta vem dar continuidade à Estreia do ano anterior: “Somos todos família! Cada lar, escola de Vida e Amor,” e ainda faz referência à XV Assembléia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, intitulada “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional,” convocada pelo Papa Francisco, a se realizar em 6 de outubro de 2018.

 

Através da história do encontro entre Jesus e a Samaritana (João 4:5-43), Pe. Ángel elucida como os diversos encontros que todos, principalmente os jovens, têm durante a vida influenciam profundamente suas existências. Devido uma convivência conflituosa entre o povo da Samaria e os judeus, a samaritana que buscava água no poço se surpreendeu quando Jesus, que era judeu, lhe pediu um pouco de água. Naquele contexto, Cristo cria uma relação pessoal com a mulher da Samaria e não dá um juízo moral de discordância ou censura, não acusa, apenas dialoga, propiciando um ambiente de confiança recíproca. Assim como esse encontro memorável do evangelho, a Estreia desse ano faz um convite a se continuar a caminhada com os jovens, com as famílias e com todos aqueles que precisam de acompanhamento, pois são muitos os jovens ao redor do mundo que anseiam fazer algo de bom com suas vidas, assim como também existem muitos jovens inseguros e carentes que precisam de alguém para escutá-los e acompanhá-los em suas caminhadas.

 

Os jovens precisam de adultos credíveis que permitam abertura para um diálogo com calma e sem pressa, despertando pouco a pouco o interesse mútuo, pois, assim como prega Pe. Ángel no vídeo de apresentação da Estreia 2018, todo encontro começa compreendendo e escutando, o que torna necessário que se conheça a interioridade e se compreenda os ritmos e os processos dos jovens desse tempo, assim como ocorreu com Dom Bosco e seus companheiros de caminhada (Mamãe Margarida e Padre Cafasso, por exemplo) que lhe propiciaram um terreno fértil e seguro para que ele pudesse desenvolver suas ideias e, conseqüentemente, trazer uma contribuição grandiosamente positiva e inovadora para o trato da juventude.

 

No decorrer de seu encontro com a Samaritana, Jesus lhe fala sobre a “fonte de água viva” da qual quem dela beber não mais terá sede. A mulher, por sua vez, ao sentir-se segura e tendo confiança no homem que lhe fala, pede: “Senhor, dê-me dessa água, para que eu não tenha mais sede.” Partindo desse encontro revelador, entende-se a necessidade de que os adultos, a partir dos ensinamentos de bondade que Jesus deixou, também sejam ponte para essa fonte de água viva, permitindo aos jovens saciar sua sede e se tornarem cada vez mais protagonistas de suas próprias histórias, repassando assim para as próximas pessoas que cruzarão seus caminhos, toda a bondade e acolhimento recebidos durante a vida.

 

Leia a Estreia 2018 na íntegra: Clique aqui 

 

Fonte: Estreia 2018 / Vídeo - Lema do Reitor-Mor para 2018 - Apresentação